Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Bolsonaro corta R$ 8,2 bi da Educação, Saúde, Ciência e liberou 22 bi em emendas (Centrão)

No primeiro ano de Governo, em 2019, Bolsonaro resistiu ao “toma lá, dá cá” e liberou pouco mais de R$ 9 bilhões em emendas. No ano seguinte – ameaçado por pedidos de impeachment e para “segurar a governabilidade” -, o presidente abriu o cofre: quase R$ 22 bilhões em emendas.

E em 2021, os recursos públicos liberados para deputados e senadores saltaram para mais de R$ 25 bi. Os dados são do “Siga Brasil”, portal do orçamento do Senado Federal.

As emendas parlamentares serão, poupadas dos cortes orçamentários, MAS ELE CORTOU R$ 8,2 BILHÕES DA SAÚDE, EDUCAÇÃO E CIÊNCIA E TECNOLOGIA.