Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Bolsonaro estimula violência – Mais um assassinato cometido por Bolsonarista contra Petista

Rafael Silva de Oliveira, de 22 anos, disse à polícia ter dado ao menos 15 facadas em Benedito Cardoso dos Santos durante uma discussão política em Mato Grosso.

“O que levou ao crime foi a opinião política divergente. A vítima estava defendendo o Lula e o autor defendendo o Bolsonaro”, afirmou o delegado responsável pelo caso, Victor Oliveira, à TV Centro América.

 

“Eles haviam acabado de jantar e fumavam um cigarro juntos, quando começaram a discussão. Os dois estavam sozinhos no barraco onde moravam”, explicou o delegado.

Um homem, identificado como Benedito Cardoso dos Santos, de 42 anos, foi assassinado na noite de quarta-feira (7), com golpes de faca e machado, durante uma discussão por questões políticas. Ele era apoiador do candidato à Presidência Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O autor do crime, Rafael Silva de Oliveira, de 22 anos, é apoiador do atual presidente e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL). As informações são da Polícia Civil.

O crime aconteceu em uma chácara em Agrovila, zona rural de Confresa, cidade a 1.160 km da capital Cuiabá. Segundo o delegado responsável pelo caso, Victor Oliveira, os dois homens trabalhavam juntos no corte de lenha em uma propriedade e, na noite de 7 de setembro, começaram a discutir sobre política.

Gleise Hoffmann: “A 1 dia de completar 2 meses do assassinato do Marcelo Arruda, do PT, por um bolsonarista, outro bolsonarista assassinou com facadas um apoiador do Lula, no MT. O comando de violência que dá Bolsonaro para extirpar Lula e os petistas leva a isso. O assassino é vc Bolsonaro!”

De briga em comício a assassinato, violência política avança no país a três semanas das eleições. Em dez dias, assassinatos, tiros dentro de igreja e agressões em comício se somam a outros casos violentos; primeiro semestre registrou 40 mortes, de acordo com levantamento (Globo)

 

Apoiador de Bolsonaro mata a facadas e tenta decapitar com um machado um colega que era apoiador de Lula. A polícia encontrou filmes e fotos do corpo no celular do assassino, que foi preso (cnn)

Bolsonarista mata petista horas após Jair defender ‘extirpar’ opositores (Uol