Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Bolsonaro estuda colocar o filho como ministro da comunicação

Em entrevista ao site de  O Antagonista, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que estuda colocar o filho, Carlos Bolsonaro, que é vereador pelo PSL no Rio de Janeiro, para conduzir a comunicação do governo. O capitão disse ainda que pode conceder à Secretaria de Comunicação Social o status de ministério.

Bolsonaro admite a possibilidade de  colocar o filho, que divulgou foto de tortura, como ministro da Comunicação: “ele é fera”

“Tem tudo para dar certo, mas estou estudando ainda”, disse. Bolsonaro disse que “é importante ter o filho ao seu lado” e que ele é “fera nas mídias sociais”. Ele ponderou, contudo, que Carlos ainda está na dúvida se deve aceitar o posto.

“O Carlos ainda está na duvida, está medindo prós e contras. Mas é importante ele estar do meu lado, ajuda bastante”, disse.

Afastado há 90 dias da Câmara Municipal do Rio para atuar na campanha do pai, Carlos Bolsonaro é o mais polêmico dos filhos de Jair Bolsonaro.

O site O Antagonista diz:

“O nepotismo vergonhoso de Jair Bolsonaro, que pretende indicar o próprio filho como ministro da Secom (leia aqui a entrevista do presidente eleito para O Antagonista), tem um motivo, segundo a Folha de S. Paulo: Carlos Bolsonaro “quer evitar influência extrema de auxiliares dos quais ele não gosta, como Gustavo Bebianno”.

Nesse caso, é melhor mandar Gustavo Bebianno embora. O que não pode de jeito nenhum é ter filho no ministério.”

No Twitter, Carlos Bolsonaro criticou a matéria do site “O Antagonista”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.