Bolsonaro manda ministro da saúde interino fazer portaria, liberando cloroquina para todos os pacientes de covid

Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) mandou o general Eduardo Pazuello, ministro da Saúde interino após Nelson Teich pedir exoneração, assinar o novo protocolo da pasta que libera o uso da cloroquina para todos os pacientes com covid-19, incluindo os com sintomas leves. As informações são do jornal Estado de S.Paulo.

De acordo com a publicação, o protocolo avalizado por Pazuello deverá ser baseado na resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM). Em abril, a entidade liberou a aplicação de cloroquina em pacientes com sintomas leves, mas ressaltou que a decisão foi tomada “sem seguir a ciência”, apenas para encerrar a polarização em torno do medicamento.

Atualmente, os protocolos do Ministério da Saúde recomendam o medicamento para pacientes em ambiente hospitalar e em estado moderado ou grave.

O secretário-executivo, o general Eduardo Pazuello, ficará como interino no cargo e será o responsável por avalizar o protocolo, uma exigência do presidente Jair Bolsonaro.

A base do novo protocolo seria o parecer do Conselho Federal de Medicina (CFM) divulgado em abril. O parecer autoriza médicos a prescreverem cloroquina em qualquer estágio da doença desde que os pacientes sejam informados, previamente, sobre os efeitos colaterais do remédio. Entre os efeitos colaterais da droga estão arritmias cardíacas

Cabe ao Conselho Federal de Medicina, mudar seu parecer sobre a cloroquina, PROIBINDO O USO PARA PACIENTES SINTOMAS LEVES. O BOLSONARO VAI USAR O DOCUMENTO EMITIDO PELO CFM PARA FAZER PROTOCOLO DE USO DE CLOROQUINA PARA TODOS