Bolsonaro mente - Dinheiro da Friboi foi devolvido e voltou para sua conta pelo fundo partidário

“O nome do deputado federal Jair Bolsonaro (PP) também pode estar ligado ao escândalo da Lava Jato. No site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em “Consulta aos Doadores e Fornecedores de Campanha de Candidatos”, consta que ele recebeu o valor de R$ 200 mil da JBS, durante sua campanha em 2014.

Naquele ano, Bolsonaro foi reeleito deputado federal com o maior número de votos no Rio de Janeiro – recebeu mais de 460 mil votos. Uma reportagem do site Vice trouxe a questão à tona.

O político postou um vídeo em seu canal do YouTube, onde explica que os R$ 200 mil, metade do valor gasto em sua campanha, foram devolvidos como “doação ao partido”. No entanto, na planilha do TSE, os mesmos R$ 200 mil voltam à conta de Bolsonaro, agora numa doação feita pelo fundo partidário”. ( Metropoles)

Bolsonaro  recebeu R$ 200 mil da JBS-Friboi, repassados pelo diretório nacional do PP, através do recibo eleitoral  011200600000RJ000001, conforme o TSE.

E, de fato, devolveu, no mesmo dia 24/7 de 2014.  Aliás, por conta de uma atrapalhação contábil, devolveu “um dia antes” de ter recebido.

Só que, imediatamente, recebeu o mesmo valor, desta vez da cota do PP no Fundo Partidário, pelo recibo eleitoral  011200600000RJ000002.