Bolsonaro não quer depor no inquérito em que ele é acusado por Moro

Bolsonaro não quer depor no inquérito em  que  ele é  acusado  por Moro

Jair Bolsonaro comunicou ao ministro Alexandre de Moraes, relator do inquérito sobre a interferência política na Polícia Federal, que não vai mais depor no inquérito que apura  a interferência  dele  na Polícia Federal.

Em ofício encaminhado ao STF, o advogado-geral da União, José Levi, afirma que o presidente optou por “declinar do meio de defesa”   usando essa condição que lhe  foi  permitida pelo ministro  do  STF que na  época foi  o relator do caso.

“Na realidade, o presidente da República terá, como qualquer outra pessoa, o direito de ver respeitadas, por parte do Poder Público, as garantias individuais fundadas na cláusula do ‘due process of law’, podendo até mesmo recursar-se a comparecer ao ato de interrogatório policial ou judicil”, escreveu o então ministro, Celso de Mello.

O ex-ministro  Sérgio  Moro acusou Bolsonaro de interferir na PF.