Bolsonaro no JN insiste em acusar Haddad de ser criador do Kit Gay

Eleito com 57,8 milhões de votos (39% do eleitorado), Bolsonaro  voltou a insistir na versão de que, quando era ministro da Educação do ex-presidente Lula (2003-2010), Fernando Haddad (PT) viabilizou a distribuição do chamado “kit gay” em escolas brasileiras, de forma a introduzir crianças e adolescentes em temas referentes à homossexualidade. A questão foi usada recorrentemente contra o presidenciável petista durante a campanha, mesmo depois de decisões do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a respeito da disseminação de notícias falsas na disputa, entre elas o próprio kit gay.

O TSE reconheceu a mentira e o Ministério da Educação, também.

Bolsonaro diz que Val a funcionária fantasma detectada pela Folha de São Paulo estava de férias.
Se isso fosse verdade tal argumento teria sido usado na época, o asssunto encerrado e a funcionária não teria sido demitida. A Folha informou que quando a funcionária foi flagrada era no mesmo dia e horário de trabalho e ela não estava de férias
O próprio Bolsonaro em vídeo admitiu que a citada funcionária fazia serviços domésticos em sua residência ( logicamente não no mesmo período de trabalho na Câmara) mas prova que a doméstica foi contratada para trabalhar nba Câmara e era sua doméstica.

” o que ela de vez em quando faz ( não é fazia)  é atender gente aqui” Esse de vez em quando é só nas férias?

https://youtu.be/uyhIhRPsHhU