Bolsonaro pretende se perpetuar no poder

Bolsonaro pretende se perpetuar no poder

Falando sobre o tempo de permanência no cargo de presidente, Bolsonaro falou;

“A economia vem reagindo, os números estão aí; logicamente vem com uma parcela de sacrifício, não é uma lua de mel, é um casamento, de quatro ou oito anos, ou, quem sabe, por mais tempo, lá na frente”, disse ele afirmou, sem esclarecer exatamente o que queria dizer com “mais tempo”.

Será que o presidente pretende criar uma lei para aumentar  o tempo do  seu possível segundo  mandato?

Segundo Bolsonaro, neste “casamento”, os “fins serão o bem estar deste povo”. “Eu já passei dos 60 (anos). A gente começa a não pensar de maneira diferente. A pensar com os pés do chão. O que nós queremos deixar para quem vem depois? O que eu quero deixar para a minha filha Laura?”, afirmou durante discurso para uma uma plateia de simpatizantes e colaboradores do partido que está em formulação.

Em referência ao PSL, Bolsonaro falou:“Como disse, é pesado. Decepções, ingratidões, gente que se revela depois que assume o poder, gente que pede cargo e responde: ‘você já teve um cargo acima do nosso nome, o seu mandato’”, citou o presidente. “Mas nem isso satisfez uma parte daqueles que chegaram conosco para ocupar a Câmara e o Senado Federal”, acrescentou.

Informações do Estadão.