Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Bolsonaro quer controlar preços da Petrobras artificialmente como fez, Dilma

Troca constante de presidentes da Petrobras, demonstra a incompetência do presidente Bolsonaro e tem causado prejuízo a empresa.
AÇOES DA ESTATAL CAÍRAM 4%
ELE DEMITE APENAS PARA DÁ UMA SATISFAÇÃO A SEUS ELEITORES  DE SUA INCOMPETÊNCIA.
Segundo assessores presidenciais, o futuro novo presidente da estatal, Caio Paes de Andrade, vai assumir com a missão de fazer mudanças na sistemática de reajuste de preços dos combustíveis.
A ideia é aumentar o tempo entre um e outro aumento dos combustíveis, além de fazer com que a estatal absorva parte dos custos, reduzindo sua lucratividade.. DEPOIS DAS ELEIÇOES A PETROBRAS COBRA A DIFERENÇA COM MAIS AUMENTOS. ISSO TAMBÉM FOI FEITO POR DILMA (TENTAR SEGURAR OS PREÇOS) E QUASE QUEBROU A EMPRESA

Executivos da estatal já dão como certa trocas em diretorias e no Conselho da estatal.

E avaliam que o governo vai buscar “nomes 100% alinhados”. O maior temor, porém, é que um Conselho de Administração sob nova composição tente emplacar uma alteração no estatuto da empresa

E, especificamente, no artigo do estatuto que trata da exigência de que a estatal só altere sua política de preços se for compensada pela União, em caso de impacto no lucro da empresa.

É este artigo do estatuto que trava qualquer tentativa de controle artificial dos preços de combustíveis. Uma fonte descreveu que, se isso acontecer, “tudo é possível”.