Bolsonaro quer impedir ajustes salariais para os funcionários públicos até o final de 2021

Acompanhado de ministros, Bolsonaro realizou nesta quinta-feira, 21, uma videoconferência com governadores para discutir ações relacionadas ao enfrentamento da crise de saúde e econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus.

Bolsonaro pretende aceitar conceder a  ajuda financeira aos estados, mas deseja que o salário dos servidores públicos fiquem sem reajustes salariais até o final de 2021.

 

Embora a reunião tenha ocorrido em clima de união, antes da reunião, Bolsonaro criticou os governadores.

Imaginem uma pessoa do nível dessas autoridades estaduais na Presidência da República. O que teria acontecido com o Brasil já. Vocês vão ter que sentir um pouco mais na pele quem são essas pessoas para, juntos, a gente mudar o Brasil. Mudar à luz da Constituição, da lei, da ordem”, disse o presidente numa rápida conversa com apoiadores na portaria do Palácio da Alvorada..