Brasil não reconhece a Venezuela com presidente do Mercosul

BRASIL
A posição brasileira foi mais enfática do que nas declarações anteriores do Itamaraty. Em carta enviada aos chanceleres de Uruguai, Paraguai e Argentina, o ministro das Relações Exteriores, José Serra, deixa claro que o Brasil não reconhece a Venezuela como presidente do Mercosul.
“O governo brasileiro entende que se encontra vaga a Presidência Pro Tempore do Mercosul, uma vez que não houve decisão consensual a respeito de seu exercício no período semestral subsequente”, diz. Ele afirma também que aquele país não cumpriu “disposições essenciais” à sua adesão ao bloco econômico.
A decisão unilateral uruguaia de sexta-feira de deixar o posto vago foi qualificado por Serra na carta de “sem precedente” e um ato que “gera incerteza”.

José Serra enviou cartas a todos os países membros do Mercosul dizendo que o Brasil não reconhece a presidência da Venezuela no Mercosul. A decisão é apoiada por Argentina e Paraguai, enquanto apenas o Uruguai fica do outro lado.

“O governo brasileiro entende que se encontra vaga a Presidência Pro Tempore do Mercosul, uma vez que não houve decisão consensual a respeito de seu exercício no período semestral subsequente”, diz Serra. Ele afirma também que aquele país não cumpriu “disposições essenciais” à sua adesão ao bloco econômico.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial