Cabeças vão rolar no TSE

Ricardo Athayde Filho ( via Facebook)

 

Amanhã (10/12) o TSE retoma o julgamento da cassação do mandato da ex juíza Selma Arruda (PODEMOS-MT) autointitulada “Moro de saias” e seu primeiro suplente Gilberto Eglair Possamai. A Senadora que encabeça o movimento pro prisão pós condenação em segunda instância no Senado, recorreu à 3ª instância para escapar da cassação, o que prova que lei só para os inimigos, coerência zero. Fato é que amanhã deve cair o primeiro embuste promovido pela campanha eleitoral de 2018, lembrando que ela se elegeu pelo PSL . VAMOS RECORDAR. A ex juíza Selma recorre da decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT), que cassou seu mandato e determinou que ela e o 1º suplente da chapa, Gilberto Eglair Possamai (PSL), fiquem inelegíveis por oito anos, por caixa 2 e abuso de poder econômico .

Por enquanto está 1X0 voto do relator ministro Og Fernandes pró cassação (negando o recurso) que também determinou a execução imediata do julgado e o afastamento dos componentes da chapa, com a convocação de novo pleito, voto que foi referendado também pelo MP , faltam 6 votos. ESPERO QUE ESSA SEJA A PRIMEIRA DE MUITAS CASSAÇÕES QUE ESTÃO POR VIR TAMANHO OS EMBUSTES CRIADOS NO PLEITO . PONTO (OBS- A CF/88, no parágrafo 2° do artigo 56, determina uma nova eleição para senador, caso o cargo fique vago, sem suplente para substituir o titular, e faltem mais de 15 meses para o término do mandato)

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial