Cacique vai denunciar em Paris que foi ameaçado por madeireiros

Cacique vai denunciar em Paris que  foi ameaçado por madeireiros

Em mensagem de áudio que mandou há pouco para amigos, o cacique Almir Suruí, da Terra Indígena Sete de Setembro, em Rondônia, diz que está em um avião da Air France c/destino a Paris onde denunciará q foi ameaçado de morte por madeireiros e que não se sente mais seguro no Brasil.

A denúncia vai piorar a imagem do Brasil no exterior e isso se reflete na economia.  Os madereiros e mineradores apoiaram a eleição de Jair Bolsonaro. E a fiscalização dos crimes ecológicos e contra os índios foram esvaziadas com a diminuição de fiscais feita pelo presidente.