Candidatos do crime organizado estão na mira da Polícia Federal

De acordo com o delegado, o Primeiro Comando da Capital (PCC) já está infiltrado na política e os candidatos financiados ou apoiados por grupos criminosos estão sendo catalogados.

“Já na Operação Ferrari, em 2013, (ela detectou R$ 100 milhões lavados pela facção), já tínhamos vereadores em cidades pequenas financiados pela facção. Sete anos depois, isso cresceu. A partir de agora vamos catalogar os vereadores eleitos com ligação com o tráfico”, afirmou o delegado Elvis Secco, Coordenador-geral de Polícia de Repressão a Drogas e Facções Criminosas da Polícia Federal (PF) , delegado