Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Cantanhede: ‘Bolsonaro com medo da CPI e de Lula ameaça colocar Exército nas ruas’

A jornalista Eliane Cantanhede em seu artigo ” O nosso Exército, sem aspas” publicado no  no Jornal O Estado de São Paulo deste domingo, 25/04, analisa os acontecimentos dos últimos dias. A possível candidatura de Lula, a CPI e a reação de Bolsonaro.

Diz a jornalista:

“Por que ele inviabilizou o Censo pelo segundo ano seguido? Pelo medo da terrível realidade que o IBGE divulgaria às vésperas da eleição. É justamente por causa dessa realidade, de desemprego, fome, drama social, que o presidente acena com Exército nas ruas.”

“Seu real objetivo é usar as Forças Armadas, não contra o caos que ele criou e alimenta, mas contra a CPI, o STF e a candidatura Lula.”

“Uma política nacional para restringir com rigor a circulação de pessoas e garantir rápida e maciçamente as vacinas é o que seguraria o vírus, aliviaria o sistema de saúde, garantiria a volta à normalidade e a reação da economia mais rapidamente.”

“Jair Bolsonaro reage com medo a Lula e à CPI da Covid, ameaçando os governadores – e o País – com o Exército nas ruas.”

Leia o artigo completo no ESTADÃO

O Exército não serve a um governo, serve a nação brasileira e tem obrigação de cumprir a Constituição. DESOBEDECER A JUSTIÇA, INTERFERIR EM LEIS GOVERNAMENTAIS USADAS EM SITUAÇÃO DE PANDEMIA PARA EVITAR MORTES, NÃO É FUNÇÃO DO EXÉRCITO. EXÉRCITO NÃO ESTÁ Á SERVIÇO DA MORTE, NÃO ESTÁ Á SERVIÇO DE UM GENOCIDA E NÃO PODE APOIAR DESOBEDIENCIA CIVIL

O STF CONFIRMOU QUE A CONSTITUIÇÃO GARANTE AOS PREFEITOS E GOVERNADORES A AUTONOMIA PARA ABRIR OU FECHAR ESTABELECIMENTOS. SÃO MEDIDAS SANITÁRIAS USADAS NOS PAÍSES CIVILIZADOS PARA REDUZIR OS CASOS E MORTES DE COVID.

Jorge Roriz