Cantora americana quis fazer marketing usando racismo

No texto, publicado na madrugada desta segunda-feira (1º) e excluído em seguida, a rappe americana, Azealia Banks,

 diz ter recebido mensagens racistas e spams enviados por brasileiros. “Quando esses anormais do terceiro mundo vão parar de fazer spam com esse inglês errado falando sobre algo que não sabem? É hilário ser chamada de vadia negra por brasileiros brancos. Eles deveriam se preocupar com a economia primeiro”, escreveu.

NINGUÉM CHAMOU A CANTORA DE VADIA NEGRA. ELA MENTIU. SE FEZ DE VÍTIMA DE RACISMO PARA GERAR REPERCUSSÃO.

Nos comentários, muitos seguidores do país condenaram a postura da cantora, que chegou a responder a um deles: “Não sabia que tinha internet na favela”.

Em uma das publicações, Azealia afirmou em resposta a um dos seguidores brasileiros que o país tem o maior número de pessoas que publicam insultos racistas em sua página. “Não ligo de qual país você é. Racismo é racismo. E um monte de meninos brancos de um país com as piores políticas para negros não vão vir aqui me xingar quando não sabem sequer falar a língua com a qual tentam me insultar.”