Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Carlos Bolsonaro – sete milhões pagos a fantasmas ?

FAMÍLIA BOLSOARO COMETE CORRUPÇÃO UNIDA. NÃO FOI APENAS FLÁVIO BOLSONARO. CARLOS BOLSONARO TAMBÉM

Onze servidores do gabinete do vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro (Republicanos), investigados como supostos funcionários fantasmas na Câmara do Rio, receberam R$ 7 milhões, desde 2001. As informações do documento do Ministério Público foram divulgadas pela Globo News, nesta sexta-feira (4).

Segundo a denúncia, um dos assessores suspeitos, Guilherme Hudson, que ficou por quase 10 anos no gabinete de Carlos, recebeu R$ 1.476.780,60. O MP ainda diz que apenas cinco dos servidores tinham crachá, o que dificultava o controle de quem era de fato funcionário do gabinete e quem agia como servidor fantasma.

O MPRJ abriu dois procedimentos para apurar o uso de funcionários fantasmas e a prática de ‘rachadinha’, no gabinete de Carlos Bolsonaro. O órgão se baseou em duas denúncias feitas pela revista Época, em junho do ano passado, que diz que o filho do presidente empregou sete parentes de Ana Cristina Valle, ex-mulher de Jair Bolsonaro.