Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Cármen Lúcia errou ao não pautar prisão em 2ª instância, diz Nelson Jobim

Alguns da imprensa fizeram Campanha: “Cármen Lúcia resista”
E eu dizia: é um erro não pautar a ADC QUE DEFINE AS PRISÕES DE 2ª INSTÂNCIA PARA TODOS OS CONDENADOS. A DECISÃO TERIA EFEITO VINCULANTE.
Não se poderia adiar uma decisão em função de um preso: Lula.
O temor era que a decisão ( válida para todos, pudesse soltar Lula)

Isso causou toda bagunça jurídica de existir casos em que condenados em 2º instância estão soltos e outros presos. E em ambos casos é legal.
O ex- ministro da justiça, em entrevista ao Estadão disse;

“O erro de todo o problema que ocorreu em relação ao presidente Lula é que a presidente do Supremo não colocou em votação a matéria constitucional propriamente dita e resolveu votar, primeiro, o habeas corpus do presidente Lula. Assim, acabou o STF mantendo a situação anterior porque não estava se discutindo a matéria em tese”, declarou Jobim em entrevista à Rádio Guaíba, de Porto Alegre.
Nelson Jobim, ex- presidente do STF