“Carminha” coloca o julgamento de Lula no último lugar da fila

CASO LULA E A SUSPEIÇÃO DE MORO. O ADIAMENTO FOI PROVOCADO POR AÇÃO DA MINISTRA CARMEN LÚCIA E NÃO DE GILMAR
O Ministro Gilmar Mendes decidiu que não vai devolver processo, nesta terça, 25; com isso, Segunda Turma da Corte só deve analisar o tema após recesso do Judiciário, a partir de agosto
O Estado apurou que o ministro decidiu tomar esta decisão após a presidente da Turma, ministra Cármen Lúcia, colocar o julgamento do habeas corpus como 12.º item da pauta. Assim, mesmo que o pedido de vista de Gilmar fosse devolvido, não daria tempo de o caso ser analisado amanhã.

Como adiantou Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo, a presidente da Segunda turma, Carminha, colocou inexplicavelmente o caso no último lugar da fila. Antes dele, 11 processos teriam que ser apreciados. Nada tão urgente assim.

NÃO É A PRIMEIRA VEZ QUE A MINISTRA CÁRMEN LÚCIA TOMA ATITUDE SEMELHANTE.
ELA SEGUROU A PAUTA DA AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE (ADI) (QUE DECIDIRIA PELA PRISÃO EM 2ª INSTÂNCIA..) QUE VALIA PARA TODOS OS PRESOS, COM RECEIO DE QUE A DECISÃO BENEFICIASSE LULA..

“Medo, venalidade, paixão partidária, respeito pessoal, subserviência, espírito conservador, interpretação restritiva, razão de Estado, interesse supremo, como quer que te chames, prevaricação judiciária, não escaparás ao ferrete de Pilatos! O bom ladrão salvou-se. Mas não há salvação para o juiz covarde.” RUI BARBOSA.

NÃO DEFENDO LULA DESEJO QUE ELE APODREÇA NA CADEIA ( DE FORMA LEGAL) MAS JUIZ OU MINISTRO DO STF NÃO PODE AGIR DESSA FORMA. PARCIAL, INTENCIONAL, PESSOAL. VISANDO PREJUDICAR OU BENEFICIAR UM PRESO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.