Causa do racha no partido de Bolsonaro foi disputa por dinheiro público

“A cúpula do governo ficou ensandecida para pegar esse dinheiro”, disse Bivar em entrevista ao Estado. “Acho uma coisa abominável”, completou, ao falar sobre a crise que rachou o partido e levou à desfiliação de Bolsonaro.

Com a eleição de 52 deputados, o PSL passou da condição de nanico para detentor da segunda maior fatia do Fundo Partidário – só em 2019, a legenda recebeu mais de R$ 87 milhões, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“O governo se preocupa mais com os costumes e o conservadorismo do que com a economia”, disse. A seguir os principais trechos da entrevista:

Em 2019, o ataque a muitas instituições, como o Congresso e o STF, partiu justamente do governo federal. O que acha disso?

Acho que o Brasil é muito feliz porque as suas instituições estão funcionando. A preocupação que nós temos é que querem realmente comprometer as instituições desse País.

LEIA A ENTREVISTA COMPLETA NO ESTADÃO