Chanceler de Bolsonaro anuncia que Brasil não assinará Pacto da Migração proposto pela ONU

Ernesto Araújo, o futuro Ministro das Relações Anteriores do governo de Jair Bolsonaro declarou na segunda que o Brasil não assinará o Pacto Global da Migração proposto pela Organização das Nações Unidas.

Para o chanceler “a imigração não deve ser tratada como questão global, mas sim de acordo com a realidade e a soberania de cada país”. Ernesto tratou o Pacto como um “instrumento inadequado” na solução do problema da imigração.

O Brasil, conforme anunciou o chanceler, continuará recebendo refugiados venezuelanos ao mesmo tempo que trabalha para a restauração da democracia no país vizinho.

Junto com o Brasil, dez países se recusaram a assinar o Pacto, sendo eles Áustria, Austrália, Chile, Eslováquia, Estados Unidos, Hungria, Letônia, Polônia, Republica Checa e República Dominicana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.