Cinco governadores tiveram processos arquivados na Lava Jato

Cinco governadores investigados na Lava Jato por acusações de delatores  tiveram seus processos arquivos pelo próprio PGR por falta de provas.

Este é mais um exemplo de que as críticas contra o MP e os dois “menudos” são procedentes.

Imagine vocês se tais governadores tivesse sido presos para depois constatar a inocência.

Quando alguém é acusado na Lava Jato e isso é divulgado na grande mídia, na cabeça do povo o sujeito é criminoso e já deveria estar preso e quando isso não acontece ou quando são presos e soltos por  juízes como Gilmar Mendes que cumpre a lei,  a revolta popular é grande. A descrença na justiça no presidente e em todos os políticos como se TODOS fossem criminosos. E ISSO NÃO É VERDADE. É TECNICA COMUNISTA PARA DESTRUIR O PAÍS E SUAS INSTITUIÇÕES.

São eles os governadores do Espírito Santo, Paulo Hartung (PMDB), duas apurações sobre o mineiro Fernando Pimentel (PT) e a citação ao governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B).os governadores do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), e do Acre, Tião Viana (PT).

E Vocêspodem perguntar e eles são inocentes? E EU RESPONDO; NÃO SEI.

Existem vários processos envolvendo a mesma pessoa, ele pode ser inocente em um e ser culpado em outro.. A acusação falsa pode ser para confudir e colocar culpados e inocentes no mesmo saco de farinha ou balaio de gatos.

MAS É PRECISO PROVAS

Ai invés de investigar provas o Dallagnol fica usando as redes sociais para fazer política.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.