Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

O cinismo canalha de Lula

“Uma eleição você ganha, outra você perde. Democracia é isso. Se tivesse escrito que o PT não pudesse perder nunca, eu não ia criar um partido político. É uma disputa. Quem perdeu em 2012, ganhou agora. Quem ganhou agora pode perder em 2018. Essa é a beleza da democracia. É a alternância de poder. A troca de pessoas que governam”, disse Lula.

Lula é réu em dois processos e  está indiciado em outro processo. Ele montou o mensalão e o petrolão . Segundo o MP o ex-presidente  é o chefe da organização criminosa  que foi montada para se perpetuar no poder.

Lula jamais está satisfeito com a beleza da democracia de alternância do poder. A  frase acima, dita por uma pessoa acusada pelo Ministério Público como chefe de uma quadrilha criminosa que comprou parlamentares e de ter usado propinas em troca de cargos com objetivo de arrecadar dinheiro e se manter no poder. Eleito por quatro anos em 2002, reeleito por mais quatro anos em 2006, indicou e elegeu Dilma em 2010 e 2014.  ( seu poste e “boneca” ) e ainda deseja ser candidato em 2018. Lula jamais foi democrata. jamais foi a favor da alternância do poder.

Comprou a imprensa, doutrinou professores para doutrinar alunos e escolas e faculdades, criou o petrolão e o mensalão, com o objetivo de se perpetuar no poder. Se considera o único capaz de fazer algo positivo para os pobres os adversários são sempre chamados por ele  de “elites conservadoras” que “não desejam que o pobre ande de avião ou entre em uma faculdade”. Na verdade, a corrupção, o desvio de verbas públicas, causa terríveis males aos mais pobres que ele jura defender.

As palavras acima ditas por Lula é puro cinismo.

JORGE RORIZ.