Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Copa América no Brasil – Oposição reage

Coronavírus Brasil

O relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL), chamou a Copa América de “campeonato da morte”. “Com mais de 462 mil mortes sediar a Copa América é um campeonato da morte. Sindicato de negacionistas: governo, Conmebol e CBF. As ofertas de vacinas mofaram em gavetas mas o ok para o torneio foi ágil. Escárnio”, escreveu Renan nas redes sociais.

Renan Calheiros

 

“Sobre a transferência da Copa América 2021 para o Brasil, adianto que não há possibilidade de flexibilizar regras para que a #Bahia seja sede. Seguiremos o mesmo padrão em relação ao futebol. Não será permitido público. Se a exigência é ter público, aqui na Bahia não terá.”

O Governador da Bahia, Rui Costa

 

“A Argentina recusou a Copa América por causa do agravamento da pandemia. Lá, a média móvel de mortes nos últimos sete dias foi de 470 pessoas… Aqui, é de 1.844. QUATRO VEZES MAIOR. Esse é o retrato de um governo assassino.”

Marcelo Freixo

 

“Enquanto o povo cobra movimentos do governo no caminho da vacinação, Bolsonaro dá mais uma demonstração de descaso e insanidade confirmando a Copa América no Brasil. Os governadores devem se posicionar no sentido contrário. É mais um grande absurdo desse governo”

Humberto Costa

 

“Foram nove meses para responder a Pfizer e trinta minutos para responder a CONMEBOLBRB  são bem estranhas as prioridades deste governo no enfrentamento da Pandemia da COVID-19.”

Randolfe  Rodrigues

 

“É inaceitável que o Brasil veja países irmãos desistirem de sediar a Copa América para preservar vidas,e o governo Bolsonaro expor ainda mais os brasileiros ao risco de morte aqui, c/ 460 mil vidas perdidas.Foram 9 meses pra responder a Pfizer e 10 minutos a Conmebol. Repúdio já!”

Rogério Carvalho