Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Críticas de Gilmar Mendes contra Lewandowski abre crise no STF

O desabafo de Gilmar, que preside o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pode levar o STF a não alterar  o fatiamento para não desautorizar Lewandowski, ainda que os ministros critiquem a medida.

Isso é extremamente positivo. Porque se o fatiamento for alterado, poderá causar uma anulação de toda votação. Os petistas podem alegar que se o julgamento fosse apenas uma questão e não duas,  o resultado seria outro.  Em outras palavras, muitos só votaram a favor do impeachment porque sabiam que Dilma não perderia seus direitos políticos.

Para o país, o melhor é o STF manter o fatiamento e caso Dilma ocupe um cargo público, uma ação civil pública, possa retira-la do cargo.