Culpa de Lula, Dilma, e seus aliados: o Petrolão a crise e o efeito cascata

A Aluteq Equipamentos fornecia equipamentos para a construção da Refinaria Abreu e Lima. Após as investigações do Petrolão, o faturamento caiu pela metade; “Com a freada nas obras, o mercado praticamente parou porque nós fornecemos máquinas para a construção e tanto a Petrobras quanto as construtoras envolvidas na operação”, admitiu o diretor da Alutec, Claudio Chaud. “Hoje, demandamos apenas 50% do que demandávamos em 2014. Com isso, o faturamento e o efetivo também caíram pela metade”, revelou.

Segundo o Sindileq, o impacto foi em efeito dominó:  “A demanda equivale ao que tínhamos há 10 ou 12 anos atrás. O prejuízo é enorme, porque nós havíamos investido em máquinas milionárias para atender a demanda da Petrobras; mas, de repente, essa demanda parou”, desabafou Carvalho. Ele ainda disse que o problema persiste mesmo dois anos depois do início das investigações da Polícia Federal. Afinal, como lembrou Valença, o baque da Lava Jato ainda foi agravado pela crise econômica de 2015. “As empresas, públicas ou privadas, continuam sem contratar nada”, explicou, dizendo que por conta disso, as atividades do setor metalmecânico caíram 40% desde 2014.

Deixar uma resposta

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial