Decisão do STF poderá soltar Lula nesta quarta-feira

O ministro do STF confirmou à jornalista Andréia Sadi, da GloboNews, que vai apresentar ao tribunal, na quarta-feira, um requerimento para que o plenário rediscuta a possibilidade de prisão após condenação em 2ª instância

Os votos dos ministros são conhecidos. O mesmo voto feito em 2016 sobre o mesmo assunto. O que muda? Gilmar Mendes votou em 2016, a favor da prisão após condenação em 2ª instância e agora votará contra.

Mas em compensação, Rosa Weber que votou contra a prisão após a condenação de  2ª instância, poderá mudar o voto e votar a favor.

Placar  esperado:  06 x 05 a favor da prisão em 2ª instância

Outro resultado deixa Lula solto