Declarações criminosas de Bolsonaro contra o combate a pandemia

Quanto tempo será necessário, quantas declarações e ações criminosas do presidente ainda precisam ser feitas para vossa excelência entender que enquanto ele estiver no cargo, vai sabotar o combate ao vírus? BOZO faz declarações falsas sobre as vacinas
Somente o IMPEACHMENT pode retirar de Bolsonaro o poder para que ele pare de sabotar o combate ao vírus

O presidente Jair Bolsonaro voltou a insinuar que o coronavírus foi criado propositalmente em um laboratório do país asiático, no momento em que a falta de insumos e vacinas importadas da China ainda afeta a imunização no Brasil contra a covid-19.

Em um culto evangélico em Goiás, além disso, ele repetiu uma série de informações falsas sobre a pandemia.
Bolsonaro discursou ao fim de um evento da Church in Connection na cidade de Anápolis, acompanhado do ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e do deputado federal Vitor Hugo (PSL-GO).
Em sua fala, Bolsonaro voltou a dizer que tem “provas materiais” de que a eleição que ele venceu foi fraudada. Insinuou que a China criou o vírus, como já o fez anteriormente, e disse que as medidas adotadas por governadores para conter os contágios têm o objetivo de derrubá-lo. Repetiu a tese de que as mortes por covid-19, que se aproximam de 500 mil, são “superdimensionadas”.
Afirmou ainda que a eficácia das vacinas não têm comprovação científica — o que não tem respaldo na realidade. Defendeu o uso da hidroxicloroquina, cuja ineficácia no tratamento da covid-19, já está comprovada. Mas desta vez foi além: disse que, não fosse a suposta fraude nos dados e o uso desse e outros medicamentos já descartados pela ciência, o país teria o menor índice de mortes por covid-19 do mundo.