Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Defesa de Temer não tem acesso a parte dos áudios que foram “recuperados”

A defesa do presidente Temer não possui acesso aos áudios de Joesley que foram recuperados ( trechos que estavam inaudíveis) O advogado de Temer solicitou duas vezes e não foram entregues.
A ministra Cármem Lúcia, presidente do |STF disse que vai aguardar a volta do ministro Fachin e para a liberação dos áudios e disse que não existe necessidade de pressa.

“O ministro relator, conhecedor do processo desde a sua origem e dispondo da integralidade dos elementos e dados que nele se contém, decidiu ser imprescindível ouvir o Procurador-Geral da República antes de concluir sobre o pedido formulado. Claro, assim, que a Presidência, no exercício excepcional da urgência própria de ser analisada no plantão, não teria como reconsiderar o que decidido pelo ministro Edson Fachin, até mesmo porque os autos não estão neste Supremo Tribunal, sem o que não haveria como se ter ciência das implicações dos elementos buscados pela defesa do investigado”, alegou Cármen em sua decisão.
A PRESSA DE ACESSO AOS ÁUDIOS É NECESSÁRIA PORQUE OS ADVOGADOS DO PRESIDENTE TEMER PRECISA SABER O QUE CONSTA NO ÁUDIO COM ANTECEDÊNCIA PARA FAZER SUA DEFESA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.