Delator acusa Michel Temer

VEJA teve acesso à íntegra dos anexos de Claudio Melo Filho, que se tornou delator do petrolão depois de trabalhar por doze anos como diretor de Relações Institucionais da Odebrecht. Em 82 páginas, ele conta como a maior empreiteira do país comprou, com propinas milionárias, integrantes da cúpula dos poderes Executivo e Legislativo. O relato atinge até mesmo o presidente Michel Temer..

Buzzfeed , outro delatoe, diz que parte dos R$ 10 milhões que Marcelo Odebrecht repassou ao PMDB para a campanha de 2014 foi entregue em dinheiro vivo no escritório de advocacia de José Yunes, amigo de Michel Temer e seu assessor especial.

 

PARTE DOS DES MILHOES? QUANTO? A DOAÇÃO FOI LEGALIZADA?

O FATO DO SUJEITO SER AMIGO DE TEMER O DINHEIRO É DE TEMER?