Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Delegada “baixa a bola” e vai investigar informações do celular que prova crime político

Perícia em celular de assassino de tesoureiro do PT pode trazer elemento novo à investigação, diz delegada

AGORA QUE ELA DIZ ISSO?
A PERÍCIA JÁ DEVERIA TER SIDO FEITA,ANTES DELA CONCLUIR QUE O CRIME NÃO FOI POLÍTICO

“A primeira providência que nós tomamos foi solicitar e foi tentar descobrir quem estava na posse desse celular, e imediatamente representamos pela apreensão do celular e pela autorização para acesso. E extração dos conteúdos desse celular é importante sim, porque no celular muitas vezes o autor pode ter comentado que ia fazer, pode ter dado alguma opinião. Então, a análise do celular é muito importante sim e pode trazer algum elemento novo na investigação”, afirmou Camila.

A DELEGADA SOMENTE DISSO ISSO, APÓS A IMPRENSA DIVULGAR QUE O ASSASSINO ESTAVA EM UM CHURRASCO QUANDO RECEBEU PELO CELULAR A INFORMAÇÃO DA FESTA DE ANIVERSÁRIO COM TEMA PETISTA.

DE FORMA PRECIPITADA E ANTES DE OBTER AS INFORMAÇÕES DO CELULAR, ELA DISSE QUE O CRIME NÃO FOI POLÍTICO. AGORA,APÓS AS CRÍTICAS, ELA QUER CONSERTAR.