Delegada do caso que levou reitor ao suicídio é cotada para dirigir a PF

A delegada Erika Marena está cotada para ser  chefe  da Polícia Federal no governo Bolsonaro,

Segundo a  coluna Painel no jornal Folha de S. Paulo um grupo de delegados da Polícia Federal coloca Erica na liderança de uma lista triplice cujos nomes serão sugeridos para o futuro ministro da justiça. Sérgio Moro, decidir.

No momento, Erica ocupa o cargo de  superintendente da PF em Sergipe.

Para saber sobre o caso do suicídio do reitor, clique aqui