Depilar ou não a região íntima?

Pílula de Autocuidado
A depilação íntima, ao contrário do que muitas pessoas pensam, não é uma condição imprescindível e a presença ou ausência de pelos, nada tem a ver com  higiene pessoal. Os pelos são os anexos da pele, assim como as unhas e as glândulas. No entanto, esteticamente não são desejados por muitas mulheres.

Segundo a Dra. Renata Parente, cirurgiã especializada na região íntima, a vulva possui uma infinidade de características e os pelos fazem parte dela. Para a médica o bem-estar excede o padrão imposto, por isso é tão importante se aceitar. “Amar nosso corpo também é acolher as diferenças. Cada vulva tem uma anatomia diferente. Não existe padrão, tipo certo ou perfeição”, explica.

No entanto, a escolha de manter ou retirar os pelos total ou parcialmente, já deixou de ser um dilema e, hoje, as mulheres se sentem mais livres para optar entre a remoção total, depilar apenas o contorno da linha da calcinha, bigodinho, triângulo ou deixar apenas uma faixinha, ou seja, quem escolha o que faz bem é a própria mulher.

Para algumas, usar a criatividade e ousar na hora da depilação não é um desafio. Entretanto, muitas vezes, o incômodo parte dos fios brancos presentes na área. Na Depyl Action, rede de franquias especializada em epilação, depilação e cuidados com o pelo, é utilizado um pigmento específico para tingir os pelos, que realça o desenho com a tonalidade escolhida e proporciona brilho aos fios. Já para quem opta pela epilação total ou aparo dos pelos, as técnicas indicadas vão desde a cera morna até o tratamento a laser ou luz pulsada (fotodepilação).

Sobre a Depyl Action

Fundada em 1996, a Depyl Action é uma rede de franquias que apresenta diversas soluções para gerenciamento de pelos e cuidados com a pele. Atualmente conta com mais de 90 unidades espalhadas pelo Brasil e também na Venezuela. Confira a unidade mais próxima no site www.depylaction.com.br

JORGE RORIZ