Deputada foi ameaçada de morte por denunciar laranjas do partido de Bolsonaro

A deputada federal Alê Silva (PSL-MG), que relatou a existência de esquema de candidaturas de laranjas comandado por Marcelo Álvaro Antônio em Minas Gerais, afirma ter recebido a informação de que o ministro do Turismo.  a ameaçou de morte.

O ministro teria feito a ameaça durante uma reunião com correligionários, no fim de março, em Belo Horizonte.

Alê prestou depoimento à Polícia Federal em Brasília, na última quarta-feira (10), e solicitou proteção policial.  “É pesado [o relato que teria recebido]. Acredito que foi uma ameaça contra minha vida e a vida da minha família. De que minha vida correria risco, se eu levasse adiante isso. Sabia que iria correr esse risco, estou pagando o preço, mas não ia aceitar ficar submissa às ordens de pessoas que agem de forma que eu condeno, desviando recursos públicos”, afirmou a parlamentar.

O ministro Álvaro Antônio nega ter feito as ameaças e diz que a deputada faz uma campanha difamatória contra ele, em busca de espaço no partido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.