Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Desesperado com a iminente derrota, Bolsonaro apela ao medo do suposto “comunismo”

Bolsonaro induz os eleitores ao medo de um fantasma que não existe nenhuma possibilidade de ser implantado no Brasil.

O QUE ELE CHAMA DE COMUNISMO.

“Tudo para nós é ensinamento. Nada tememos, nem a morte – a não ser a morte eterna. Isso nos leva aos mártires que nos ajudam a solidificar a nossa fé. Toda manhã me levanto e faço algo que me dá forças para vencer: rezo um Pai Nosso e peço a Deus que o nosso povo, vocês, brasileiros, não experimentem as dores do comunismo”, declarou, sendo ovacionado pelos fiéis que acompanhavam o culto.