Desmatamento na Amazônia em abril é o maior desde 2008

A crise de Covid-19 e as medidas restritivas que vieram em seguida não frearam o desmatamento florestal na Amazônia. Pelo contrário. É o que indicam os dados do Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD) feito pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon). De acordo com o relatório de abril, divulgado nesta segunda, foram 529 quilômetros quadrados de área devastada na região. Um recorde para o mês desde 2008, ano em que o levantamento passou a ser realizado.