Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Destaques da Saúde – 21/06

O Ministério da Saúde recebeu no domingo, 20. 06, o primeiro lote da Pfizer proveniente do consórcio Covax Facility, a aliança liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Ao todo, 842,4 mil doses do imunizante contra a covid-19 desembarcaram no Aeroporto de Viracopos, em Campinas, no interior de São Paulo, O contrato com o consórcio prevê 42,5 milhões de doses de diferentes laboratórios até o fim do ano.

Nesta segunda-feira, em Salvador Das 8h às 12h serão vacinadas m as pessoas com 48 anos ou mais nascidas até 21 de maio de 1973.

Já no turno da tarde, das 13h às 16h, será a vez dos indivíduos com idade igual ou superior a 47 anos nascidas entre 22 de maio de 1973 a 21 de agosto de 1973.

Além da imunização por idade será retomada a vacinação dos grupos prioritários/habilitados na estratégia que fizerem agendamento pelo site hora marcada. A vacinação por idade,  também pode ser feita  no horário das 17h ás 21h, totalizando 33 horas de vacinação.

No último sábado, 19;06, o Brasil ultrapassou a triste marca de mais de 500 mil mortes causada por Covid 19

A China ultrapassou mais de um bilhão de vacinas aplicadas

O dia 19 de junho foi escolhido pela Organização das Nações Unidas, em 2008, como forma de chamar a atenção para a Doença Falciforme, uma das doenças genéticas de maior prevalência no mundo. O diagnóstico é feito por meio do teste do pezinho, exame obrigatório por lei para os recém-nascidos.

 

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou neste domingo (20), em Paquetá, no Rio de Janeiro, que “se compromete a vacinar toda a população brasileira acima de 18 anos até o final do ano”, com as duas doses necessárias contra a Covid-19

Com índice de 94,6%, Salvador é a cidade mais eficiente na aplicação de doses da vacina contra a Covid-19 na relação entre o quantitativo recebido e aplicado, em comparação com as outras capitais do país. De acordo com o levantamento do Ministério da Saúde, de 1.434.323 doses recebidas, a capital baiana já aplicou 1.356.726. Além de Salvador, apenas Campo Grande (MS) ultrapassou o índice de 90% – apresentando 92,4% no ranking.

Em meio à nova alta de casos e mortes por covid-19, o Brasil registrou 1.050 óbitos nas últimas 24 horas, segundo dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa neste domingo, 20. O balanço também aponta que a média móvel de novos diagnósticos atingiu o maior patamar desde o dia 1º de abril. 73.200

A Média móvel de mortes está em 20.63 mortes por dia. 24% maior comparado a 14 dias atrás.

Embora a maioria dos brasileiros vítimas da doença ainda seja idosa, pela primeira vez desde o início da pandemia a maior parte dos novos óbitos registrados no País não ocorre neste grupo.
Dados do MS mostram que 54,4% das vítimas mortas em junho tinham menos de 60 anos. Em maio, esse índice era de 44,6%. Em todos os meses do ano passado, esse porcentual ficou sempre abaixo dos 30%.-

Jorge Roriz