Dez coisas que demoramos de aprender - William Shakespeare

Texto atribuído ao dramaturgo e escritor,  William Shakespeare.

Dez coisas que demoramos para aprender:

1. Uma pessoa que é boa com você, mas grosseira com o garçom ou o empregado, não pode ser uma boa pessoa. (Esta é muito importante. Preste atenção, nunca falha) *  *
2. Pessoas que querem compartilhar sua visões religiosas com você, quase nunca querem que você compartilhe as suas com elas.

3. Ninguém liga se você não sabe dançar. Levante e dance. (Na maioria das vezes quem tá te olhando também não sabe! Tá valendo!)

4. A força mais destrutiva do universo é a fofoca. (Deus deu 24 h. em cada dia para cada um cuidar da sua vida e tem gente que insiste em fazer hora-extra! )

5. Não confunda sua Carreira com sua Vida. (Aprenda a fazer escolhas!)

6. Jamais, sob quaisquer circunstâncias, tome um remédio para dormir e um laxante na mesma noite. (Quem escreveu deve ter conhecimento de causa!)

7. Se tivesse que identificar, numa palavra, a razão pela qual a raça humana ainda não atingiu (e nem atingirá) o seu potencial, essa palavra seria “Reuniões”. (Onde ninguém se entende, com exceção das reuniões que acontecem nos Botecos!).

8. Há uma linha muito tênue entre “hobby” e “doença mental”.(Ouvir música é hobby; no volume máximo as 07:00 h. pode ser doença mental!)

9. Quem traiu 01 vez pode se arrepender e não trair mais, mas quem traiu mais de 01 vez, com certeza traíra 03, 04, 05 etc (Nunca falhou, dito pelo próprios traidores)

10. Lembre-se: nem sempre os profissionais são os melhores. Um amador construiu a Arca de Noé. Um grupo de profissionais construiu o Titanic.  “Guardar ressentimentos é como tomar veneno e esperar que outra pessoa morra”.

William Shakespeare