Dia do jornalista: profissão enfrenta resistência e violência

Dia 7 de abril é o Dia do Jornalista. A data celebra os profissionais responsáveis por apurar, buscar, checar e transmitir as notícias para levar informação às pessoas. É um trabalho fundamental que exige ética e compromisso com a verdade.

No entanto, nos últimos anos, o crescente aumento de fake news, que desinformam a população, colocam em risco a credibilidade dos jornalistas. Como consequência, a violência enfrentada no exercício do ofício é um dos grandes desafios da profissão hoje em dia.

376 agressões em 2022

Mas esse número já foi ainda maior. Em 2021, foram 430 registros, o maior número de ataques contra profissionais de imprensa desde o início dos levantamentos da Fenaj.

Diante deste cenário, a gente convida sua rádio e audiência para refletirem sobre a importância de se discutir a violência sofrida na profissão. O repórter Leno Falk ouviu especialistas para entender os motivos pelos quais a atual conjuntura é considerada um dos momentos mais desafiadores da profissão

Reportagem da Rádio Web

JORGE RORIZ