Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Dilma sabia das falcatruas do Ministério da Cultura

A Polícia Federal revelou que o Ministério da Cultura sabia de boa parte das irregularidades na operação da Lei Rouanet, que banca apresentações e shows culturais, especialmente com artistas famosos. A investigação, segundo os agentes, começou depois que muitas denúncias e provas ligando à impunidade no Ministério chegaram até ao conhecimento da PF.

Com provas cabais e chocantes, aos poucos os brasileiros descobriram que até festas de casamento foram bancados pelo dinheiro do próprio bolso. Estima-se durante a operação, denominada ‘Boca Livre’, que pelo menos R$ 180 milhões tenham sido desviados em uma farra de empresas e famosos.

Não é difícil entender que Dilma usava os artistas para influenciar o público de forma política. Regina Casé, Camila Pitanga e muitos outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.