Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Divisão de tarefas com general Cruz é desprestigio para Onyx

o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), entrevistado pelo Blog do Estadão, BR 18, explicou a razão pela qual atribuiu ao general Santos Cruz, da Secretaria de Governo, a função de promover a articulação política do governo. Em governos anteriores essa função sempre foi do Chefe da Casa Civil.
A decisão de Bolsonaro de dividir as funções de Onyx com o General Cruz foi considerada pela maioria dos congressistas como um enfraquecimento político de Onyx.

Bolsonaro afirmou:

“Ele vai ter uma tremenda dificuldade. Está muito sobrecarregada a pasta dele. Quando você fala de 600 parlamentares, não tem como 1 cara sozinho dar conta disso. Pelo menos nas 3ªs, 4ªs e 5ªs, vai ter pelo menos uns 20 [congressistas] para falar com ele lá. E não é só falar. É falar e dar uma resposta. Ele [Onyx] não daria conta do recado. Ele queria matar no peito. Mas não vai matar no peito. É sem condições”.
Onyx tem desafetos no Congresso e não deveria estar na função. Ele também já trocou farpas com Paulo Guedes o futuro ministro da economia e “guru” de Bolsonaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.