Doleiro confessa em delação e é absolvido por erro do MP

A 4ª Vara Justiça Federal do Rio de Janeiro, absolveu o doleiro Dario Messer, por crimes que ele mesmo confessou ter cometido, em delação premiada acessada pelo UOL e divulgada em agosto pelo portal. O doleiro foi julgado pelo juiz federal Carlos Adriano Miranda Bandeira.-

“O juiz não tinha como decidir citando uma delação se ela não tinha sido incluída na ação penal”, resumiu um advogado que não quis se identificar. Os mesmos juristas veem falha do MPF-RJ ao não levar a confissão de Messer ao processo. “É obrigação da Procuradoria avisar o juiz que obteve uma informação nova e relevante.”
Diz um jurista que não quis se identificar em entrevista  a UOL.

Será  que o  doleiro denunciou  mais pessoas  que faziam parte da seletiidade da  Lava Jato e  por  este motivo o depoimento não foi  incluído   no processo ou foi   apenas uma   omissão   do   MP?

Reinaldo  Azevedo  escreveu sobre  o assunto:  “Os fatos parecem sugerir que a Lava Jato não quer mesmo confusão com o doleiro que foi grampeado dizendo que pagava propina a um graúdo da Lava Jato, o que reiterou na delação. Nunca antes na história deste país um delator foi tão bem tratado.”