Dono do avião que matou Teori era sócio do BTG Pactual envolvida na Lava Jato

O empresário Carlos Alberto Filgueiras, dono do avião acidentado em Paraty, era sócio do BTG Pactual na empresa Forte Mar Empreendimentos e Participações, a quem pertence o prédio ocupado pelo Hotel Emiliano em Copacabana, no Rio. Na condição de relator da Lava-Jato, o ministro Teori Zavascki tomou pelo menos uma decisão envolvendo o BTG. Em 25 de novembro de 2015, um dos sócios do BTG Pactual.
Teori estava no jatinho do sócio de Luiz Esteves, que o próprio Teori tirou da cadeia…
 “O empresário Carlos Alberto FILGUEIRAS, amigo do ministro Teori Zavascki, e também morto no “acidente” , era sócio do BTG Pactual na empresa Forte Mar, dona do prédio ocupado pelo Hotel Emiliano no Rio… Filgueiras era membro do Conselho de Administração…A assessoria do BTG confirmou a sociedade, mas disse que o banco não se pronunciaria.” … Em novembro de 2015, André Esteves (Banco Pactual) foi preso pela Lava Jato em razão do episódio da tentativa de ‘comprar’ o silêncio de Nestor Cerveró… Menos de um mês depois, Teori libertou o banqueiro… Em abril de 2016, revogou a prisão domiciliar e permitiu que Esteves voltasse a trabalhar.”