Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Eleição em Salvador. Bolsonarista preso por racismo- Tiro na secão eleitoral

Homem é detido em Salvador após chamar mesária de ‘negra incompetente’

Um homem foi escoltado por policiais militares para fora da Universidade Estácio, onde votava no Stiep, neste domingo (2), após chamar uma mesária de “negra incompetente”, em Salvador.

Um vídeo que está sendo veiculado nas redes sociais mostra o momento em que o eleitor, de camisa amarela, é levado até a viatura, ao som de vaias e gritos de “racista” no fundo.

Além de a chamar de incompetente, o homem acusou a mesária, e disse que, se ele fosse negro, gay ou “índio”, já teria conseguido votar.

Da para deduzir que o racista é bolsonarista

Confusão perto de local de votação deixa mulher ferida em Salvador

Disparos de armas de fogo atingiram uma mulher com dificuldades de locomoção em Salvador, próximo de um colégio estadual da cidade que funciona como seção eleitoral, na manhã deste domingo, 2º. Ela ficou com ferimentos leves “ao tomar um susto com os tiros e tentar se abrigar”, segundo a Polícia Civil da Bahia. A Polícia Militar da Bahia foi acionada “para averiguar uma denúncia de desentendimento entre eleitores”. Ao chegarem no local, não encontraram vítimas, suspeitos ou “nenhuma anormalidade”.

Testemunhas e servidores do Tribunal Regional Eleitoral que trabalham na seção foram ouvidos, mas ainda não há informações sobre a autoria e motivação do crime. Ninguém foi preso até o momento. A equipe de policiais militares foi informada por populares que as pessoas envolvidas na confusão já haviam saído do local e que uma mulher havia caído e se machucado. Alguns outros cidadãos também queixaram-se de ter ouvido barulho parecido com disparo de arma de fogo nas imediações, o que não foi confirmado.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) foi procurado, mas, como o fato ocorreu fora do local de votação, a responsabilidade seria da Secretaria de Segurança Pública (SSP