Eleito lavou dinheiro do PCC e juiz autoriza diplomação – Prefeito foragido

 

Ministro do TSE autoriza diplomação de prefeito foragido em SP

Ney Santos (PRB), eleito para comandar Embu das Artes, é acusado de lavar dinheiro para o Primeiro Comando da Capital (PCC) por meio de postos de gasolina.

A decisão que abre caminho para a posse de Santos foi dada em caráter liminar pelo ministro Napoleão Numes Maia Filho, do TSE, que autorizou também a diplomação do vice da chapa, Piter Calderoni (PMDB).