Empréstimos para Cuba – Documentos serão disponibilizados

images

07/07/2016 – 15h 52

A Justiça Federal em Brasília determinou que o governo federal disponibilize acesso a cópias do processo que autorizou um empréstimo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no valor de US$ 682 milhões para a construção do Porto de Mariel, em Cuba.

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior havia classificado o contrato como secreto, sob a justificativa de que nele constam informações sigilosas. Pelo decreto, o contrato só se faria conhecido em 2027.

O juiz Marcelo Rebello Pinheiro, da 16ª Vara Federal do Distrito Federal, disse que a existência de indícios de “irregularidades” nas operações de financiamento para reconstrução do Porto de Mariel “sobrepõe-se ao dever de sigilo sobre os contratos”.

O  ex- presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, disse que a presidente Dilma Rousseff mentiu ao falar sobre o financiamento para a construção do Porto de Mariel, em Cuba. Em mensagem a um dirigente, interceptada pela Polícia Federal, Marcelo foi taxativo:

“Ela (Dilma) disse que as garantias são da empresa, e não do governo de Cuba. Ela está mentindo”, escreveu ele.

Deixar uma resposta

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial