Entre mais de 500 mil urnas, até o momento, apenas 912 foram substituídas

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que foram registradas 912 substituições de urnas eletrônicas que apresentaram defeito em todo o país até as 10h.

Segundo o tribunal, o número representa 0,17% do total de 454,4 mil urnas utilizadas no pleito deste ano. Até o momento, não foram registrados locais com votação manual.Os estados que tiveram o maior número de urnas com defeito foram São Paulo (177),  Rio de Janeiro (123), Minas Gerais (94), Rio Grande do Sul (92), Paraná (91), Goiás (49), Sergipe (40) e Ceará (38).

A substituição das urnas por algum problema técnico é perfeitamente normal e não  significa que ocorreu fraude.