Entrevista coletiva do presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves

Assuntos: Delação senador Delcídio do Amaral, Manifestações de domingo, Lula, Operação Lava Jato.

Trechos da entrevista.

Sobre suposta citação em delação do senador Delcídio do Amaral.

Quero mostrar aqui minha indignação com mais esta tentativa irresponsável de vincular nomes da oposição, o meu em especial, na Operação Lava Jato. Isso não é novidade. Isso já aconteceu outras vezes e as acusações foram desmascaradas porque eram falsas. Como essas serão desmascaradas.

Quero aqui reafirmar que isso não nos intimida. Ao contrário, continuamos apoiando a Operação Lava Jato e o aprofundamento de todas as investigações. Estaremos prontos para dar respostas a quaisquer indagações que venham. E vamos continuar firmes nas ruas no próximo domingo mostrando que o Brasil merece um futuro melhor do que este que o PT tem nos dado.

Portanto, vamos estar prontos para reagir à altura a essa tentativa de misturar aquilo que não é igual. Não somos iguais a aqueles que trouxeram para a vida do Brasil talvez o período de maior infelicidade. Não apenas na economia, mas principalmente na vida real das pessoas. Fica aqui a minha manifestação serena, mas firme. Não vamos nos intimidar. Vamos continuar apoiando todas as investigações e estamos convocando os brasileiros para dizermos. no dia 13 de março, chega, basta de tanta irresponsabilidade e de tanto desgoverno.

Como o sr. vê a possibilidade de Lula assumir um ministério para de repente escapar de uma prisão?

Estou surpreso e acho que vocês já fazem a análise sobre o que significaria isso. Acho que falta ainda por parte do governo, do ex-presidente e de todas as outras pessoas que têm fugido de investigações, as respostas. A sociedade brasileira está carente da verdade, de respostas. Nenhum homem público, seja eu, o ex-presidente Lula, o João ou a Maria, está acima da lei. Está isento de dar respostas a quaisquer questões que lhe sejam imputadas.

Percebo que não há respostas. Se isso realmente se consagrar, a ida dele para o ministério – é claro que a presidente tem essa prerrogativa, mas é algo extremamente preocupante no que diz respeito ao avanço das investigações.

O senhor acha que significa assinar um atestado de culpa?

Essa é a interpretação que vocês estão fazendo. Prefiro comentar esse assunto se isso se consolidar. Lá atrás já se falou nessa possibilidade. Hoje ela volta a ser aventada. Para mim seria algo surpreendente e não há como escapar de uma percepção de que isso tenha realmente a ver com uma tentativa de, de alguma forma, obstruir a Justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.