Estação espacial caiu no Oceano Pacífico, diz governo da China

A estação espacial chinesa Tiangong-1 caiu no sul do Oceano Pacífico às 21h16 deste domingo (1º/4), de acordo com comunicado do governo da China. Segundo a agência de notícias estatal Xinhua, a nave foi praticamente toda consumida pelas chamas ao entrar na atmosfera da Terra. A informação foi confirmada por um órgão do Comando Estratégico do Departamento de Defesa dos Estados Unidos.

Antes de cair, a estação viajava a cerca de 26 mil quilômetros por hora, completando uma volta em torno da Terra a cada uma hora e meia. Originalmente, sua altitude média era de 350 quilômetros, mas a órbita decaía lentamente desde a perda de comunicação. Em janeiro deste ano, ela já orbitava a 280 quilômetros e, horas antes da queda, estava a 130 quilômetros do nível do mar.

Ainda em 2016, porém, o governo da China admitiu ter perdido o controle e informou que não havia mais como conter sua reentrada na atmosfera. Logo depois, a Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês) previu que a reentrada na atmosfera deveria ocorrer entre março e abril de 2018.