Estado Islâmico sabota principal conduta de água potável em Aleppo

O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) sabotou esta sexta-feira a principal conduta que fornece água potável à cidade de Aleppo, no norte da Síria, denunciou o diretor da companhia estatal de águas dessa cidade, Fajer al Hamdu.

Em entrevista à agência oficial síria, “Sana”, Hamdu detalhou que o grupo jihadista interrompeu o abastecimento de água.

O responsável, que não deu detalhes sobre como foi feita a sabotagem de fornecimento de água, indicou que se trata da tubulação proveniente das estações Furat e Jafsa, situadas no rio Eufrates.

Os cortes de água são habitualmente utilizados como arma pelos diferentes grupos e facções no conflito para pressionar a população civil.

Esta sabotagem aconteceu pouco depois da entrada em vigor do cessar-fogo entre o governo sírio e facções rebeldes, que começou à meia-noite local.

A trégua vem sendo respeitada de forma geral na maioria do território sírio, segundo a ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), mas com algumas violações pontuais em alguns lugares do país, principalmente por parte das milícias leais ao regime de Bashar al Assad.

PIOR DO QUE CORTAR A ÁGUA É O PERIGO DOS TERRORISTAS ENVENENAR A ÁGUA.